terça-feira, 24 de junho de 2014

Exposição: Obsessão Infinita

No primeiro final de semana da exposição, estávamos lá. Mas, a preguiça me impediu de escrever antes. Sorry! Entretanto, andei levando um puxãozinho de orelha da mommy porque estava sem atualizar o blog… ¬¬ Pode, Arnaldo?

Antes da exposição, o que eu sabia sobre Yayoi Kusama:
Yayoi sofre de transtorno obsessivo compulsivo e tem alucinações desde a infância. Vive, por iniciativa própria, há mais de 30 anos numa instituição psiquiátrica em Tóquio. A Princesa das Bolinhas, como é chamada, usa a obsessão e a repetição em sua arte; e, formas e cores psicodélicas que enxerga em suas alucinações, principalmente, as bolinhas.

A exposição "Yayoi Kusama - Obsessão Infinita" apresenta cerca de 100 obras de 1949 a 2012, trazendo fotografias, cartas, pinturas, gravuras, vídeos, slides, esculturas, instalações e, claro, muitas bolas!
Está distribuída por 5 salas, começando com gravuras de beleza ímpar - trabalhos poéticos e semi-abstratos - realizados em papel nos anos 40.

Do final dos anos 50, temos "Infinity Net", pinturas originais formadas pela repetição de pequenos arcos obsessivamente.

Já em "Acumulation", objetos cotidianos tornam-se o palco das obsessões da artista, onde ela os sexualiza em esculturas delicadas e repletas de formas fálicas.

Entre "Infinity Net" e "Acumulation", Yayoi mudou-se para Nova York, o que lhe rendeu novos horizontes e maior expressividade.
Lá, ela circulava com Andy Warhol, Georgia O'Keeffe, Claes Oldenberg, Joseph Cornell, além de ter Donald Judd como um dos seus grandes incentivadores.
Também na cidade americana, Kusama começou a fazer performances.

Na segunda sala, nos deparamos com a primeira instalação interativa:

"Infinity Mirror Room"

Vinte segundos dentro de uma sala espelhada e com o chão coberto com objetos fálicos cobertos por bolinhas vermelhas. É fetichista, surreal, repetitivo, minimalista. É o infinito e, claro, as bolinhas.


Do final dos anos 60 até meados dos anos 90, Yayoi entrou em hiato.

Marcando a sua volta, a terceira sala e a segunda instalação interativa:

"I'm Here, But Nothing"

Nesta obra de 2002, caminhamos por uma sala-quarto normalmente mobiliada. A ~magia~ se dá pelas centenas de adesivos de bolinhas fluorescentes que estão por todas as partes: do teto ao chão, nas paredes, na mobília. A iluminação é feita apenas por lâmpadas de luz negra.
Deliciosamente perturbador!


As obras mais recentes em tela também aparecem na exposição. Cores vibrantes, contrastes, padrões. Algumas nunca tinham sido mostradas ao público.

Surge, então, a terceira obra interativa:

"Filled With The Brilliance Of Life"

De 2011, é composta por uma passarela margeada por espelhos d'água em uma sala espelhada onde as bolinhas, dessa vez, são retratadas através de pequenas lâmpadas penduradas que mudam de cor.
Uma experiência sensorial e tanto!


Já a "Obsessão Por Pontos - Amor transfigurado em bolas", na quarta sala, é formada por enormes bolas infláveis rosa com bolinhas pretas e um projetor que mostra Yayoi, refletida numa superfície de vidro, toda de rosa e cantando.

Finalmente, na última sala, somos convidados a participar da obsessão da artista: cada visitante recebe uma cartela de adesivos (bolinhas coloridas, sim ou com certeza?) para decorar a "Sala da Obliteração" (móveis, decoração, paredes, teto, chão), originalmente em branco.

A exposição é uma pequena amostra do mundo de Yayoi, uma das artistas mais conhecidas no mundo. Kusama nunca se limitou, sua produção criativa passa por telas, esculturas, performances, gravuras, instalações, desenhos, filmes, fotos e até mesmo com a moda, em uma parceria com a Louis Vuitton.

A mensagem de Yayoi Kusama é impactante, enérgica, forte, densa e leve, encantadora, bem humorada e, claro, colorida.

"Eu tomo remédios todos os dias, exceto quando estou pintando."
Yayoi Kusama

Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

Obsessão Infinita, de Yayoi Kusama
Instituto Tomie Ohtake - Avenida Faria Lima, 201/Rua Coropés, 88 - Pinheiros, São Paulo/SP (11 2245–1900)
De 22/05 a 27/07/2014 (Terça a Domingo, das 11h às 20h - Entrada Franca)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada pela visita, fiquem a vontade para comentar e sugerir!
e-mail: sereiasafogadas@gmail.com
twitter: @kmioliveira

Beijim,

kmi