sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Resumão de Fevereiro

Fevereiro já é curtinho e passou acelerado!

E foi mês de:

- finalmente, chegarem as últimas comprinhas feitas em novembro no Ebay


- de bater perna na Oscar Freire, me arrepender de não ter comprado um anel chiquérrimo e ver a nova cara da Galeria Melissa:


- e de achar uma nova sorveteria (ainda não tinha o de pistache mas o de avelã... #vaigordinha)


- de me maravilhar com o Parque Villa Lobos e suas pipas, ouvindo Vanguart ~ao vivo~


- e de postar mais uma foto sobre a improvisação para o Acadêmicos do Baixa Augusta =D


Ah, meu instagram é @kmioliveira!

Com o Oscar chegando... alguma sugestão para o que a gente vai colocar aqui no blog? Vários posts com ~quase~ todo mundo ou um ~top top~? Querem saber os estilistas responsáveis pelos looks? Deixo minhas impressões sobre o que as celebs usaram ou só nome e, talvez, estilista é o suficiente? Alguma ideia?


Beijim,

Kamila


Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

E eu pergunto com que roupa?

Alô, Acadêmicos do Baixa Augusta!!!

Com o Carnaval chegando, o Baixa Augusta começa a ferver e é só alegria!
Domingo, o Bloco fez a sua primeira aparição e eu, como vizinha da Augusta, fui dar uma espiadinha. 

Com o povo enfeitado passando na rua de casa, me empolguei, acabei montando um ~look~ na gambiarra e... o que começou sendo uma bailarina improvisada, acabou virando uma boneca-bailarina-parisiense-alternativa ou... bom, estou trabalhando numa denominação melhor!

O início foi assim: uma regatinha básica e a minha saia ~tutu~ da SheInside! ;)
Juntei Melissa para garantir o conforto e porque lembrava sapatilhas. Aí, achei meu óculos mara do ebayzão e ~agreguei~ ao modelito. E ~coroei~ com a boina made in viagem dos sonhos, mas, não durou muito não, porque lã esquenta, né? dããã Finalizei com uma make-tentativa de boneca e o resultado foi, tchanã:





Boa Folia a todos!

Beijim,

Kamila


Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Pont des Arts



Fechando a última parada do Dia 2, a Pont des Arts!

A ponte, que liga o Institut de France ao Louvre, foi construída, no início do século XIX, exclusivamente para pedestres. A primeira ponte metálica de Paris (hã hã ferro E madeira) foi concebida para ser algo semelhante a um jardim suspenso, com bancos de praça, árvores e flores.

Da ponte, têm-se uma perspectiva única sobre a Pont Neuf, a Île de la Cité, o Louvre, a Sainte-Chapelle e as torres de Notre Dame. Razão pela qual é o ponto favorito de muitos artistas. Entretanto, desde a década passada, a ponte atrai casais apaixonados!

Ao nos aproximarmos da ponte, vemos um mosaico colorido, efeito causado pelo amontoado de cadeados nas barras de ferro. São milhares de cadeados de todas as formas, tamanhos e cores.

O costume foi, provavelmente, inspirado no romance italiano "Três metros acima do céu" de Federico Moccia - em que dois personagens apaixonados selam a imortalidade do amor, prendendo um cadeado em uma ponte e jogando sua chave no rio - e cobriu não só a Pont des Arts de cadeados, mas também a Pont de l’Archevêché, a Passarelle de Solférino e outras tantas pontes européias.

De acordo com essa nova ~tradição~, o casal que pendurar o cadeado na ponte e arremessar as chaves nas águas do Sena, terá amor eterno. Logo, amantes de todas as partes do mundo têm celebrado esse pequeno ritual: escrevem seus nomes num cadeado (ou já os trazem preparados), prendem-no na grade da ponte e jogam as chaves no rio Sena, para garantir a eternidade do seu amor. Se funciona, não sei, mas que a ponte repleta de mensagens de amor é linda, ah, isso é sim!

Apesar da simbologia especial, os cadeados, devido ao peso, têm sido a causa de problemas estruturais na passarela e podem, inclusive, ameaçar a segurança dos transeuntes. Para evitar acidentes, os cadeados são removidos da ponte de tempos em tempos.

A Pont des Arts foi uma grata surpresa em Paris e um dos lugares que mais gostei de conhecer. É tão gostoso estar lá! O resultado dessa brincadeira entre apaixonados é uma ponte alegre e colorida, diferente a cada dia. É muito legal ver a variedade dos cadeados, que colaboram ainda mais para o clima romântico da cidade. Se isso for possível!

Informações:

- Pont des Arts, 75006, Paris

- Estações de metrô próximas: Louvre-Rivoli e Pont Neuf.



Beijim,

Kamila


Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Quem resiste a Mamma Itália?

A meta do final de semana: achar uma cantina!
Rodamos bastante, chovia e acabamos no Bixiga... na Cantina L‘italiano.

O lugar é simples e aconchegante. 
O atendimento foi primoroso e diferenciado. A garçonete que nos atendeu falava bem e nos tratou como se nos conhecesse há muito. A postura dela foi impecável. Surpreendeu positivamente.

No cardápio: saladas, sopas, carnes, pizzas e, claro, muita massa!
Pulamos a entrada e nos jogamos direto nas massas!
Os pratos são para duas pessoas, mas o legal é que você pode escolher massas diferentes. Por exemplo, eu e Marcelo pedimos lasanha. A dele, bolonhesa; a minha, aos cinco queijos.

(Notem que a 5 queijos está de coadjuvante lá em cima, porque em ~beleza~ a bolonhesa ganha de lavada, mas em sabor... hmmmm)
Não achei a massa pesada e a porção para duas pessoas é satisfatória. Medida: #vaigordinhos comem e não passam mal. Ah, e ainda rola um espacinho para sobremesa!
A massa estava sensacional. Mesmo. Nunca comi lasanha tão gostosa ~na vida~! Tudo com aquele jeitinho de comida feita em casa e mais um temperinho. Divino!

Porém... Apesar da comida, atendimento e lugar super recomendados, os preços são salgadinhos... A lasanha, por exemplo, saiu por 71 dilmas.
Estávamos em quatro pessoas e, no total, saiu 52 para cada.

Mas... Se você gosta de massa, coloque esta cantina na sua lista! Uma vez na vida... quem nunca?


Beijim,

Kamila Oliveira


Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

 
Local da Gordice: Cantina L‘italiano - Rua 13 de Maio, 432, Bixiga, Bela Vista - (11) 3105-5456

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Musée du Louvre: Expectativa X Realidade








Ah, o Louvre!
Instalado no Palácio do Louvre, um dos maiores e mais famosos museus do mundo. 
Com sua origem em 1190, o prédio foi construído pelo rei Felipe Augusto para ser uma fortaleza contra os ataques vikings, junto às margens do rio Sena. No século 14, o rei Carlos V o transformou em residência real, deixando-o com um ar menos bélico. Entretanto, a estrutura do palácio surgiu da vontade dos soberanos renascentistas: Francisco I (que demoliu o antigo castelo e trouxe Leonardo da Vinci, juntamente com sua Monalisa para a França) e Henrique IV (que abrigou diversos artistas que montaram verdadeiros ateliês em seus recintos).

As transformações nunca cessaram e a antiga fortaleza militar medieval acabaria por se tornar um complexo de prédios, hoje devotados inteiramente à cultura.

Dentre as mais recentes e significativas mudanças atuais, estão a transferência de órgãos do governo que ainda funcionavam na ala norte para outros locais e a construção da controversa pirâmide de vidro desenhada pelo arquiteto I. M. Pei no centro do pátio do palácio, por onde se faz agora o acesso principal.

São mais de 60 mil metros quadrados de área, mais 380 mil obras de arte - sendo que, 35 mil estão em exposição permanente - distribuídas em 8 departamentos.

O museu é dividido em três alas: Sully (leste - Cour Carrée e as partes mais antigas do Louvre), Richelieu (norte - ala paralela à Rue de Rivoli) e Denon (ala ao longo do rio Sena). Todas as alas possuem acesso através da pirâmide. 
São os departamentos do museu: Antiguidade Oriental (objetos do Oriente Médio, Mesopotâmia, Índia e norte da África); Egito; Gregos, Etruscos e Romanos; Arte do Islã; Esculturas; Objetos de Arte; Pinturas (principalmente francesas e européias); e, Artes Gráficas.

Só para mostrar quão perto e longe ficamos da ~Mona~!!
Estão entre as obras mais procuradas:
- Vênus de Milo - Aphrodite: estátua encontrada na Ilha de Milos, Mar Egeu. Representa a deusa grega Afrodite, deusa do amor e da beleza. Cerca de 100 a.C. (departamento Gregos, Etruscos e Romanos).
Egito: a coleção incluiu múmias, sarcófagos, papiros, amuletos, vestuário, armas, jóias, que  em sua maioria foi angariada por Napoleão Bonaparte no século XIX. (departamento Egito).
Vitória de Samotrácia: estátua alada da deusa Victoria, encontrada na ilha de Samothrace, Grécia. Cerca de 190 a.C. (departamento Gregos, Etruscos e Romanos).
Monalisa - La Gioconda: pintura de Leonardo da Vinci, século XVI. (departamento Pinturas).
A Liberdade Guiando o Povo: pintura de Eugène Delacroix, século XIX. (departamento Pinturas).
Isso só para citar algumas obras.

Importante lembrar que, em Paris, a história da arte está cronologicamente dividida entre três museus. O Louvre possui o maior acervo e cobre o período desde o início dos tempos até meados do século XIX.

Como eu tirei um milhão de fotos que valem mais do que dinheiro, deixa eu colocar mais umas: =P

- Mais externas:


 - Algumas internas:


- Esculturas:


- Departamento Egípcio:


- Para as it girls de plantão: as bijus da Cleo:


- "As Bodas de Caná" de Paolo Veronese:









 Para começar, visitamos o museu em dois dias: um para fazer o roteiro do dia 2 e admirar com calma a área externa, que por si só já é uma atração, e um para passear por suas galerias sem a menor pressa.

Vale lembrar que o museu tem pelo menos 35 mil peças em exposição permanente, ou seja, um dia só dá para o começo! Por isso, uma coisa bem legal a se fazer é preparar um itinerário! Caso não seja possível, o mapa fornecido gratuitamente pelo museu, aponta a localização de várias obras.

Ao visitar o Museu do Louvre, não escapamos de clichês e todos eles são verdadeiros. Sim, é uma experiência maravilhosa que te faz voltar ao passado, passear pela história mundial e admirar as mais belas obras de todos os tempos. Sim, é mágico!
É indescritível poder estar frente a frente com a belíssima Vênus de Milo, por exemplo. Obra que a gente estuda desde mil novecentos-e-guaraná-de-rolha no colégio e, de repente, existe, saiu do livro! Está ali na nossa frente!
Isso sem falar da felicidade de encontrar a Gioconda e ela não estar absurdamente muvucada! rs

Em resumo: Visitar o museu é incrível! Ou seja, é uma atração obrigatória para todos, até os que acreditam que não se interessam por arte (!).

Informações:

- Localização: 75001, Paris (ao final do Jardin des Tuileries).

- Os metrôs próximos são: Palais-Royal-Musée du Louvre e Louvre-Rivoli.

- Horários (diariamente): - Segundas, Quintas e  Fins de Semana: das 9h às 18h
                                         - Quartas e Sextas: das 9h às 22h
                                         - Terças: Fechado
Não há horários noturnos em feriados.
O museu está fechado nas datas: 01/01, 01/05 e 25/12.

- Grátis para menores de 18 anos, residentes na União Européia entre 18 e 25 anos, no dia 14 de Julho e nos primeiros domingos de cada mês. Menores de 26 anos têm acesso livre nas noites de sexta-feira, das 18h às 21:45h.

- Ah! O museu permite a utilização de máquina fotográfica, claro que sem flash!

Para outras informações acesse: www.louvre.fr


Beijim,

Kamila


Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Ei! Não se leve tão a sério!

Dia desses cheguei em casa e deparo com o papel de presente mais lindo de todos os tempos em cima da minha tentativa de escrivaninha:


No pacote, uma etiqueta com meu nome! ~Me-u no-me~!!! *.* 

E, ao abrir:


Já o estava namorando a distância - um namoro maroto - desde que Jana Rosa o anunciou. Na verdade, eu queria muito ter ido ao lançamento, mas, caiu um cacau no dia… que olha… broxante!

Logo que abri o pacote, fiz o que todo ser normal nos dias de hoje faria: postei no insta (hã-hã @kmioliveira) e adivinha só quem curtiu a foto? A própria Jana Rosa! =DDD (Que eu sigo há tempos e queria ser amiga de segurar o cabelo na balada, dividir amendoim no barzinho, pedir coxinha na padoca, enfim…)

E foi assim que "Como Ter Uma Vida Normal Sendo Louca" entrou na minha vida.

O texto é leve, um manual maluquinho e muito bem-humorado para o dia-a-dia da mulher moderna. Com o prefácio assinado por, ninguém menos que, Gloria Kalil e ilustrações de Jana Rosa abrindo cada um dos 30 capítulos,  a publicação é um guia prático de como podemos nos safar de algumas situações cotidianas. indesejadas.

O livro é dividido em 5 partes e os títulos, hilários, fazem com que ~nos identifiquemos~ com, ao menos, um caso. Por exemplo: a vida depois de ser taggeada em uma foto feia com muitos likes e comentários, enfrentando o dia dos namorados - um guia para solteiras e comprometidas, como viver acima do peso sem que ninguém perceba, passou dos 28 e não se encontrou, como parecer intelectual sem ser e por aí vai!

As autoras escreveram de maneira descontraída, descreveram situações que constrangeriam qualquer pessoa e capricharam nas saídas divertidas. Você nem percebe quando o fim se aproxima! 

Ah, é um livro de sátiras! Precisava dizer?!? (Lembrei até do "Confusões de Aborrecente"!) Leitura para rir dos acontecimentos, bolar outras saídas - mais doidas - , lembrar das quais você foi ~vítima~, relaxar e desmistificar com um pouco de loucura e diversão as saias justas comuns e inevitáveis. 

Enfim… tire uns minutinhos para rir de si mesma!

Beijim, 

Kamila

PS: Mais uma vez, obrigada pelo presente, Vê! ;)



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Resumão de Janeiro

2014 chegou!!!!

Janeiro foi mês de:

- Brindar! (com unhas esdrúxulas *.*)


- Cafezinhos inesperados e delicinhas:


- Bons drinks e boas músicas:


- Presentes fofos e inesperados! (com direito a ~curtir~ da Jana Rosa no insta!!!! =D)


- Ter a Vê aqui ~para nossa alegria~ e da Melissa! =))) 


- Muitos #vaigordinha:


- Fechar o mês com pacote dos correios:


E… para acompanhar os clicks ~ao vivo~ é só seguir no insta: @kmioliveira!!


Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram