sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Ainda pode falar de Emmy?

*Imagens: Reprodução

Já que demorou muito - mas eu ainda queria dar uma comentadinha sobre o Emmy 2013 - repetimos o título ~atrasildo~ do ano passado! =P
Acho que esse foi um dos Tapetes Vermelhos com menos monotonia. Nem todas aprovadas, porém curti as tentativas.
Fiz uma mini lista, e choro no cantinho de não ter respaldo para colocar a Emily Deschanel nela. #mimimi

Mayim Bialik: Posso começar com um ~prêmio de consolação~? Acho a Blossom linda? Não. Ela arrasou no modelito? Também não. Mas, gente, acho ela tão sem gracinha nesses eventos, que dessa vez, me senti obrigada a trazê-la para a lista. Não lembro se por questões religiosas, mas li que ela gostava de modelos discretos e, de preferência, que não mostrassem muita pele. Então, quando a vi com um longo, cheio de transparência e aplicações, com cabelo arrumado e acessórios... Fique tão feliz! Tanto que vou até deixar passar batido o amassadinho do vestido, ok, ~guéls~?


Allison Williams: Simples e chique! Alisson ficou uma graça neste vestido. Até eu que não sou fã desse tom de azul, achei que ele realçou perfeitamente seus olhos. Radiante e minimalista! O ônus, porém, dessa modelagem é que ele dá uma envelhecida, mas... quem liga? Ainda mais com essa cintura!


Kaley Cuoco: Um charme de rodado! O clássico tomara-que-caia em uma cor que realçou a pele dela, o detalhe da transparência e a saia com volume e movimento. O cabelo está solto ~na medida~! Fugiu do previsível e ficou linda! O único detalhe a criticar: "Vamos dar uma ~esfumadinha~ nessa sombra?", mas, ainda sim, arrasou!


Michelle Dockery: Oh, Lady Mary! Apenas que apaixonei pelo look! Um vestido liso, de linhas simples, em dois tons de vermelho, e pelo qual estou me rasgando em elogios: chique, elegante, maravilhoso! Michelle tem tudo: delicadeza, postura, feminilidade, porte. Um vestido imponente que a realçou com perfeição! Os acessórios, o corte de cabelo, tudo... estou encantada! Sambou, Lady!


Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

sábado, 21 de setembro de 2013

Amor & Obsessão

Semana passada devorei dois clássicos da irmãs Brontë. E agora, venho compartilhar com vocês minhas impressões. ;)
Emily Brontë (Imagem Reprodução)

Comecei pela obra de Emily Brontë: "O Morro dos Ventos Uivantes", o livro favorito de muita gente. Inclusive um dos meus!

A história é narrada pelas sensações causadas ao Sr. Lockwood, um inquilino, ao visitar seu senhorio Heathcliff e pelas lembranças de Nelly - Ellen Dean - que foi governanta da casa.
Passada no começo do século XIX,  a narração fala sobre um garoto que foi adotado pelo patriarca da família Earnshaw sem maiores explicações.
Sem origem definida, o menino é chamado de Heathcliff e é criado entre os filhos do Sr. Earnshaw: Hindley e Catherine. O garoto era tratado com desprezo por todos, exceto por Cathy, de quem ficou amigo. Dessa proximidade nasce um intenso sentimento. Heathcliff e Catherine, o casal de anti-heróis mais famoso da literatura, se apaixona de forma surreal. Mas, o orgulho, a ambição e a vingança impedem que vivam o seu amor, o que, não só os atinge, como também, as família Earnshaw e Linton.

Para começar, eu realmente achei que este se trataria de mais um romance daqueles que nos faz suspirar pelo mocinho e que sabemos exatamente como vai terminar. Mero engano. "O Morro dos Ventos Uivantes" é um clássico e é uma obra atemporal. De leitura intrigante e complexa. Sobre uma avassaladora história de amor ou de obsessão doentia recíproca.

Através da magnitude do texto, somos levados a enxergar uma forma de amor humana, não a idealizada nos romances, mas com pessoas reais, seus defeitos, mágoas e cicatrizes. Um retrato do comportamento humano no cotidiano e diante de problemas e dificuldades. Um história agressiva, que mescla amor, ódio, obsessão e inveja. Personagens virtuosas e, ao mesmo tempo, transgressoras. Emoções arrebatadoras e primitivas que, em questão de páginas, nos fazem entender, adorar, odiar e condenar a mesma personagem. Constantemente.

Confesso que achei Heathcliff fascinante e lunático. Humano, belo, bruto, sofrido, magoado, com o coração despedaçado e cego de vingança. Perdi as contas das vezes em que o odiei para, em seguida, me encantar novamente. Sua história e seu caráter são tão bem descritos - beirando ora ao vilão, ora a vítima do meio - que, por mais cruel que ele pareça, torcemos para que seja feliz.
Já Catherine é uma garota mimada, de beleza única, egoísta e mesquinha. Tão grandiosa quanto Heahtcliff, se faz odiosa devido a sua indecisa, mas forte personalidade.
Porém, como diz Cathy, ele são iguais, loucos, apaixonados e obcecados. Um amor que ultrapassa limites de vida e morte.

Por fim, acredito que a grande questão do livro seja: o quão longe somos capazes de chegar para conseguir/defender o que queremos/o que acreditamos ser certo.

Tom Hardy como Heathcliff e Charlotte Riley como Catherine.
(Imagem: Reprodução)
Emily escreveu com uma destreza que nos prende da primeira a última página. Além disso, o livro quebrou os clichês românticos da época, deixando a sociedade inglesa, acostumada com o formato piegas mexicano de romance, chocada.
A escritora utilizou-se de um pseudônimo masculino para poder publicar o texto, que, além de rejeitado pelos ingleses, teve duvidada a autoria, pois, uma mulher não poderia ser capaz de tal realismo.

Enfim, "O Morro dos Ventos Uivantes" é um  leitura ímpar. Digno de muitas releituras.
Acho que já está na hora de eu partir para a segunda!


Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram


terça-feira, 17 de setembro de 2013

Turistando: Holambra


Já tinha ouvido falar de Holambra e suas flores: uma cidade do interior de São Paulo (menos de 150 km da capital), antiga colônia holandesa, que se tornou uma estância turística, ganhando destaque com, além da tradição e cultura da Holanda, cultivo e comercialização de flores e plantas ornamentais. Anualmente, a cidade promove uma exibição de flores e plantas: a Expoflora!
Aproveitando que roommate é ~desertor~ da cidade em questão, fui conferir suas habilidades de guia, enquanto ele matava as saudades da tranquilidade deixada... 


Imagem: Reprodução

A Expoflora acontece no mês de Setembro, dando boas-vindas à primavera. O espaço cultural é grande e nos apresenta um belo evento regado a cultura, artesanato, danças e arquitetura holandesa, restaurantes típicos e, obviamente, muitas flores! *.*


Fanfarra e apresentações nos palcos espalhados pela Expoflora... e, claro, muita alegria para uma #vaigordinha de carteirinha!
Começamos de leve: salsicha holandesa!

Imagem: Reprodução
A famosa salsicha é servida com pãozinho e, para quem não resiste, farinha! Achei ela diferente e bem saborosa. Mais duas para viagem, please?
Mais tarde, fomos almoçar ~decentemente~:


Almoçamos no Casa Bela Restaurante instalado na Expoflora.
Pedimos "kroketten" (porção de ~croquetes~) que não foi o bicho... O sabor me lembrava caldo Knorr feat miojão. Agora o tal do "Stamppot festival"... nham nham! Um prato para duas pessoas, mas que dividimos em três - porque né? Pós salsichão, croquetes e pré delicinhas doces - com salsichão típico e, como stamppot significa purê, quatro tipos de purês: batata com rúcula, tomate e amêndoas; batata com cenoura; batata com chicória e gorgonzola; batata com alho-poró e pesto. Choro no cantinho de saudades. A-do-re-i!


As sobremesas vieram da Confeitaria Martin Holandesa, também instalada no espaço cultural.  O folhado de morango apenas é o novo morador do meu coração. E a tortinha de maçã com nozes e chantilly... hum!
O tronco de café e o canudo de baunilha não ganham foto porque não foram aprovados pelos meninos... =X

Finalmente as exposições:
A exposição "Casa & Meu Jardim" apresentou idéias prontas para serem copiadas. Confesso que o que mais me agradou foram os vasos invertidos com as lindas orquídeas.


E a idealização de Jan Willem van der Boon e Jessica Drost, que utilizando-se do tema "Flores, Contos & Lendas", interpretaram, a sua maneira, as histórias infantis. Um cenário lúdico que encanta crianças e adultos.




Rosas... como não amar?

E, finalmente, o dia é encerrado com um desfile de carros decorados e a famosa e tradicional chuva de pétalas!

Imagens: Reprodução
Reza a lenda que quem pegar uma pétala, tem um ~desejo atendido~!
PS: Vocês sabem que adoro uma tosquice, então, sim ou com certeza que gamei no mascote tulipa?

O lugar é muito bonito e foi super divertido! Só perde pontos pelo preços que são salgadinhos e a super lotação (que quer tirar fotos, não de cada flor, mas com cada flor. Haja paciência!)
Ainda assim, uma deliciosa maneira de esperar a chegada da primavera!
Ficaram com vontade? A Expoflora vai até dia 29 de Setembro!!


Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram


terça-feira, 10 de setembro de 2013

Resumão das Últimas Semanas #13

Nessas últimas semanas, o insta não bombou de fotos ~como deveria~! rs
Então preferi não publicar o "Resumão da Semana" nesse período. Por que né? Graça nenhuma ver uma fotinho do insta... =P

Ah, e vi que vocês adoraram a estréia do Tiago por aqui! Os índices do blog foram à estratosfera! Thanks!

Vamos ao insta:


1- Comecei a ler "O Grande Gatsby". Confesso que o começo foi meio empurrado, porque me lembrava muito o filme e fiquei com preguiça. Agora que estou no fim, fico com pena de terminar a leitura. #mimimi

2- Sai para tomar café da manhã com o namorado e o roommate. Na volta, passamos no shopping e esse foi o resultado!

3- Depois de um almoço caro e sem graça, eu e Anderson passamos na padoca para tomar um capuccino salvador e foi... fuén, fuén, fuén... O que salvou mesmo foi a tortinha de limão!

4- Café da manhã aqui pela região é sempre uma aventura... Dessa vez, encontramos o Falcão na frente do shopping... Achei um charme o pacotinho de pão!


Já estão ~carecas~ de saber o insta, né? @kmioliveira. =)


Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram

sábado, 7 de setembro de 2013

Londrino do dia!

Enquanto você acorda preguiçosamente ao meio-dia, o mundo acontece lá fora...
Enquanto você pega o celular para fazer a via crucis (email-insta-FB), descobre que seu melhor amigo, aquele que mora quase do outro lado do mundo, já iniciou os trabalhos. E não com um mísero choppinho qualquer... mas sim, apenas, sambando na sua face! #ócolatras

Rounds 1, 2 e 3!
Bons drink é pouco... somente os rounds mais bonitos da vida! ~Shorey arco-íris!~

E, então, acontece algo que eu venho combinando com ele há décadas: ele manda a primeira participação para o Sereias! *.* Eta cosmopolitan maravilhoso!

T-Shirt/Jaqueta - Zara
Calça - Divided para H&M
Tênis - Topman
Óculos - Empório Armani

Desculpaê se meu BFF é gato e realça qualquer trapinho que coloca! Ahazou!

E é assim, no outono mara de London, começamos a sessão de looks masculinos do Sereias. Esperamos que não seja o único! =P

PS: Espero que super role esse tênis para o meu tamanho! ;)


xoxo, 

Kamila & Tiago,


Ah, o insta do Ti: @ticolle

Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram



quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Síndrome de Patinho Feio

Todos passamos por ela. Em maior ou menor grau, mas passamos. 
Como já é de conhecimento público e notório, eu adoro comédias românticas, das mais açucaradas. Então quando vi a propaganda deste filme, não resisti. 
Ele não é nada novo, porém é fofo demais! Daqueles que vemos e revemos, muitas vezes e, em todas, terminamos suspirando. 
Acho que seria legal ~debatermos~ nossas impressões sobre ele:

Imagem: Reprodução
Nunca Fui Beijada (Never Been Kissed - 1999)

Diretor: Raja Gosnell
Com: Drew Barrymore, David Arquette, Michael Vartan, Leelee Sobieski, Molly Shannon, John C. Reilly, Jeremy Jordan, Jessica Alba, James Franco. 

Josie Geller é a redatora de um grande jornal, que deseja ser repórter e carrega consigo a decepção de ter sido uma aluna impopular e sem baile de formatura. Finalmente, surge uma chance que traz a possibilidade dela realizar superar suas frustações. 

Nada em "Nunca fui beijada" é novidade (e é por isso mesmo que adoramos):
- a paixonite aluna-professor;
- o Baile de Formatura, que, além de tudo, é a fantasia (!);
- o desfecho fofurito;
- a trilha sonora que conta com nomes como: John Lennon, REM, The Smiths, Cardigans;
- as citações: Shakespeare, ~Barbie~, "Carrie, a Estranha", Tom Cruise em "Negócio Arriscado"; 
- as participações de Jessica Alba e James Franco, ambos em início de carreira;
- e, claro, as hilárias cenas de Josie versão anos 80 ao som de "Like a Prayer", da Madge. *.*

Particularmente, acho que o filme tem seus méritos. É sensível na abordagem da eterna busca pela aceitação da sociedade e do bullying. Tem ritmo e mesmo apresentando uma história que se passa no batido colegial americano, o faz de forma diferente. É engraçado, com destaque para David Arquette e a apaixonante Drew Barrymore, que nos deixa na torcida pelo final feliz da repórter/estudante, e traz a mensagem de que sempre é tempo de superarmos nossos traumas. 

Diversão garantida, sem fazer esforço! ;)

Claro que esse é um típico roteiro de sessão da tarde! 
Ficou com vontade de rever o filme? De assisti-lo pela primeira vez? Adivinha onde vai passar amanhã? Sim!!! Na "Sessão da Tarde"! =D

Nota mental: madrugar no trabalho para chegar em casa a tempo de ver um trechinho, ao menos! ;)


Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram


segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Time has come*

Imagem: Reprodução
Gosto de mexer nos cds que as bandas deixam no estúdio. Volta e meia aparece uma grata surpresa. Como no caso do Mr Spaceman, cd que leva o mesmo da banda. Foi amor à primeira ~ouvida~! 

Depois, soube que Mr Spaceman é alcunha do Regis Damasceno, músico que eu conheço lá do estúdio, mas sempre em companhia de outras bandas. As canções, um tanto bucólicas, têm uma pitada do rock britânico dos anos 60. Aliás, as referências são claras: The Beatles e The Smiths. Pode soar antigo ou retrô, mas não apela para clichês. 

Agora em julho, foi lançado o terceiro álbum do Mr Spaceman: Hay Fever. *.* (O segundo foi Work For Idle Hands to Do). São 9 músicas autorais. O único ponto a reclamar é que o projeto, em virtude dos outros trabalhos do Regis, não pode ser priorizado no momento. #mimimi



Hay Fever, assim como os outros trabalhos do Mr Spaceman, podem ser ouvidos e baixados, gratuitamente, no SoundCloud e no site oficial! =D


Beijim, 

Kamila



Sereias na Rede: Bloglovin' - Twitter - Facebook - Instagram


*Título da 4 faixa de Hay Fever!