sexta-feira, 31 de maio de 2013

Cor de Cauda de Sereia

Quem não gosta de um mimo de vez em quando? =D
Aconteceu que a Vivi, lá do trabalho, passou esse esmalte lindo e eu meio que babei demais nele (shame on me!). Acho que ela ficou tão sem graça que acabou trazendo um vidrinho de ~presente~ pro Sereias! \o/ hihihi
Sério, nem babei tanto assim. Foi de coração, tsá!

Anyway, foi o segundo presentinho destinado aos Sereias e a Afogada aqui fica toda boba!
Claro que eu cheguei em casa e já sai usando:


É o Maresia, da Eliana - Dote! (Não reparem no look casaco-espanta-frio-princesa-cafona!)
No vidrinho, a cor é azul metálico, mas nas unhas... transformação!


Já é sabido que eu não sou nenhum ás da máquina fotográfica, então essa cor não me representa!
Na verdade, ela é bem mais linda ~ao vivo~, fica entre aquele azul esverdeado ou verde azulado, (tipo cauda de sereia, sabe?) e que fiquei sabendo que se chama "teal"! #umminutodecultura
Achei a textura excelente, usei duas camadas, mas, uma generosa super funciona, seca rapidinho e é fácil de limpar. A cobertura fica rycah, com carinha de importado e fuçando na net, achei o "Azure" da Chanel, que é um pouquinho mais claro. Ou seja, o Maresia é o irmão pobre em conta do Azure. Apenas... desculpaê, se meu esmalte-presente divo é a cara da ryquezah! =P

Beijim,

Kamila

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Pré-Estreia Brazuca!

Posso começar o post me achando porque fui convidada para uma pré-estreia? Fiquei vaidosa! Ainda mais porque fui o plus 1! =) (Tudo bem que era porque o plus 1 habitual da pessoa não podia ir, but... who cares?  Estampei!) A primeira pré-estreia a gente nunca esquece! *.*

Bonitinha, mas Ordinária (2008) 
Imagem: Reprodução

Diretor: Moacyr Góes
Com: João Miguel, Leandra Leal, Letícia Colin, Gracindo Junior, Leon Góes. 

A história é bem conhecida. Edgard (João Miguel) trabalha na empresa do Dr. Werneck (Gracindo Junior) e, tem uma queda por Ritinha (Leandra Leal), sua vizinha, uma mulher simples que trabalha como professora para sustentar sua mãe e suas três irmãs. Até que um dia, Peixoto (Leon Góes), genro do Dr. Werneck, lhe propõe que se case com a filha do patrão, Maria Cecília (Letícia Colin). Maria Cecília sofreu "um acidente": foi currada e precisa de um noivo, mesmo que de conveniência. Edgar hesita, mas aceita a proposta. A partir de então surgem os conflitos: Maria Cecília ou Ritinha? Dinheiro fácil ou amor?

A versão de 2008 somente agora chega aos cinemas. Nelson Rodrigues é um risco que os cineastas adoram assumir. E o novo destemido é Moacyr Góes. Esta é a terceira vez que o texto é adaptado para o cinema. A primeira foi filmada em 1963 por Billy Davis, com Jece Valadão, Odete Lara e Lia Rossi nos papéis principais. A segunda, e mais conhecida, é de 1980, dirigida por Braz Chediak, protagonizada por Lucélia Santos, José Wilker e Vera Fischer.

Nesta nova versão, a história foi transportada para o tempo presente. Apesar do cenário atualizado, o texto original quase não sofreu alterações. Na época em que foi montada a peça, 1952, fazia mais sentido um pai desesperado para casar a filha que não é mais virgem. Hoje, este detalhe soa um tanto forçado. Há um estranhamento: a premissa do filme se sustentaria?

Entretanto, com o desenrolar do filme, a trama fica mais atraente. Uma crítica de valores que trata da decadência da classe média vem a tona, assunto marcante na obra rodriguiana. A obra gira em torno do preço ética, da prepotência dos que detêm o poder. E, é sempre uma delícia saborear a acidez de Nelson Rodrigues. 

O elenco está afinadíssimo, as interpretações são eficientes e coesas. Também, não se esperaria menos de João Miguel, Leandra Leal e Grancindo Junior. A surpresa fica por conta da atuação de Leon Góes, o pivô da trama, o canalha ~humanista~. Já Letícia Colin foi ousada e intensa, entretanto, os trejeitos da ~pura~ personagem soaram artificiais, a ponto de, eu, que não conhecia a história, questionar se ela tinha (ficado com) alguma sequela! dããã

Mesmo assim, o conjunto de atores compensa alguns deslizes como os flashbacks da curra que destroem o impacto do desfecho final e o desnecessário bacanal trash do Dr. Werneck. Além do mantra "O mineiro só é solidário no câncer.", que não cria uma conexão com os dramas de Edgard e soa quase aleatória. 

A peça já está na minha lista de leitura, entretanto, dizem que ela tem personagens eloquentes e muitas reviravoltas morais. Pouco disso se vê na versão de Goés. Mas, talvez, a relevância da obra atual seja fazer com que esse clássico nacional seja conhecido pelas novas gerações. 

Enfim, é aceitável.

Beijim,

domingo, 26 de maio de 2013

Charme no Centro de SP!

A primeira vez que fui ao Casa Ramona, não estava com fome, só porque já tinha jantado. Mesmo assim tudo foi muito gostoso. Aí, voltei, uma segunda vez, ~faminta~ para tirar a "prova real". 
E, as duas experiências foram deliciosas!


O restaurante tem menos de um ano de vida (inaugurado em julho passado) e é vizinho do clube Alberta #3. O nome da casa é uma homenagem a Bob Dylan e foi inspirado na música de 1964 "To Ramona".

Descolado, garçons despojados com visual indie, decoração vintage, com tijolos de espelhos e poltronas que remetem a bares antigos e boa música. Nas caixas de som, o melhor rock, além de um piano à disposição dos clientes logo na entrada. É torcer para alguém se aventurar! 
Porém, o real sedutor é o cardápio: pratos contemporâneos, entradas singulares e sobremesas inesquecíveis!
E, sim! Super rola algumas opções vegetarianas e veganas (dá para consultar o cardápio no site)!

Assim que fomos acomodados, recebemos um mimo adorável: água (cortesia!). 

Como da primeira vez, não estava no espírito #vaigordinha ogra milagre, acabei escolhendo uma das dez entradas: Stake tartare com mostarda dijon e ~segredos da casa~, gema de ovo de codorna e batatas fritas. Delícia!



Já da segunda vez, rolou lindamente uma posta de buri em crosta de castanha, purê de mandioquinha e acelga + os legumes que eu furtei do prato do Anderson, o bife ancho grelhado com alho e legumes chamuscados. Nham nham!



Agora, se os pratos são bons, as sobremesas dão vontade de chorar no cantinho da felicidade. Chorem comigo de saudades e emoção:

Risoto doce de limão-siciliano e merengue italiano: só o merengue já vale a pena!



Torta-mousse de chocolate e amêndoas: essa foi o Marcelo que pediu. Chocolate, óbvio! Experimentei e aprovei. Entretanto, só o cheiro... é de matar de amor!



Cheesecake com calda refrescante de amoras: a minha preferida de todas, até o presente momento! Espetacular, apenas! 



Enfim, para a Casa Ramona, só tenho elogios. O preço é um pouco salgado, mas, vale cada centavo. Tudo foi muito positivo. O cardápio, bastante variado e cheio de ingredientes diferenciados dos drinks à sobremesa, é daqueles que dá vontade de provar tudo! E eu fui feliz em todas as minhas escolhas, principalmente com cheesecake!

É um lugar único em SP! Ah, para felicidade geral dos boêmios, a cozinha funciona até a meia-noite nas segundas e terças, e de quartas a sábados até as 2h da madruga! \o/

Beijim,

kmi


Local da Gordice: Casa Ramona - Avenida São Luís, 282, República - São Paulo/SP (11 3258-6385)

terça-feira, 21 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Especial)


*Imagens: Reprodução

Buscando fotos na internet para ilustrar os posts sobre o MET, achei umas fotos tão legais que quis postar para vocês.
Lá vai: (Criem suas próprias legendas ;P)


Casal Maravilha: Gi & Tom sambando na face da sociedade e provando que para eles não tem foto ruim. Chora no cantinho, recalque!


Blake e Florence: BFFs de ir pro cantinho da balada trocar figurinhas.


Kim tietando no MET e postando todas no insta! E eu apenas morrendo de inveja de ser ~simples mortal~ nessa hora. #mimimi


Os melhores looks contra homofobia! Como não amar? (Cara parece metida mas é legal =P)


Kellynha admirando a capacidade do ser que criou essa estampa que diminuiu os quadris de JLo. 


Como não amar JLaw? Adoro que ela é a espontaneidade em pessoa! 

Espero que tenham gostado!

Beijim, 

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Gwen Stefani, Cara Delevingne & Madonna)

*Imagens: Reprodução

Gwen Stefani: Uma das únicas que seguraria o tema tranquilamente, esnobou e foi com um vestido ~conceitual~ (?). P&B digníssimo, desconstruído, puro estilo e muito amor. Interessante, poderosa, sem o mínimo de esforço. Podem até dizer que o laçarote cropped remete a uma embalagem de presente, mas, nem ligo, é Gwen, minha gente! Gwen! 


Cara Delevingne: Apenas zerou, colega! Que look é esse? Dentro do tema e perfeita. Spikes + simplicidade. Total sexy rocker. Just in love! Fazemos de conta que não vimos a bolsa branca e tudo bem, ok?


Madonna: Texto altamente tendencioso por motivos de: ser fanzoca de Madge. *.* Como não amar Madge? Madonna aceitou totalmente a brincadeira do punk dress code e se divertiu a valer. E a postura puro poder para as câmeras? E a mistura bapho do batom vermelho com os sapatos rosa? Claro que arrasou, Madge! Aliás, ela podia estar de noiva que mesmo assim seria atrevida! Ops, acho que ela já fez isso! =P


Terminamos, ufa! Mas, naquele mesmo esquema de sempre: Faltou dar pitaco em alguém? Só falar que a gente providencia!

Beijim,

kmi

domingo, 19 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Katy Perry, Jennifer Lopez, Kristen Stewart & Beyoncé Knowles)

*Imagens: Reprodução

Katy Perry: Katy mirou no punk e acertou no barroco. =P Sabe aquele look que você planeja mentalmente e fica maravilhoso, mas, quando se monta... argh? Acho que foi isso que aconteceu com ela. O vestido é lindão, mas, para essa ocasião, não rolou. Katy tem tudo para causar positivamente nos eventos, mas... =X Adorei intensamente a coroa (não nesse look!). Exagerada e estranha... uma pena!


Jennifer Lopez: Jenny from the block estava nos ~trinks~. Com o vestido de modelagem que valoriza suas curvas, animal print & sexy. Maquiagem perfeita e nos cabelos, um moicano ousado que eu adorei. Previsível e impecável como sempre!


Kristen Stewart: Admito que curti alguém ter ido de macaquinho, porque tenho uma queda de 29437435 metros por macacões. Rolou uma mistura punk com alta costura e o macacão até era bonito... que dizer, se essa parte debaixo não fosse meio balão, meio palhaço encontra toureiro, essa coisa indefinida. A make é a de sempre e, se a cor não estivesse tão combinandinho com o look, eu teria amado com força. Kristen tentou estar diferente, mas... antes, precisava mudar essa feição ~me tirem daqui~ de sempre! =P


Beyoncé Knowles: OMG! Por onde começar? Em quem esse look foi inspirado? Influências de Joelma? Chayenne? Gabi Amarantos? O vestido não era feio. Verdade verdadeira. Mas, só para começar, ele conseguiu deixá-la com aparência de que está acima do peso! =X E, qual a razão dessa luva? Qual o motivo dessa bota? Por que essa estampa a la "Hot Wheels", Bey? Nem punk era... #mimimi Nao deu, diva. Dessa vez não deu!


Beijim,

kmi

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Gisele Bündchen, Anne Hathaway, Emma Watson & Blake Lively)

*Imagens: Reprodução

Gisele Bündchen: Êta, preguiça! Sim, Gisele estava linda, simpática, sexy... Mas, nem vale, neam? Gi veste um trapinho de louça e samba na face da humanidade. O vestido periguete era ousado, curto, colado e é para poucas (Ela e Anja?!? Haja corpo! =P). Mas, ela não saiu da sua zzzzona de conforto. Ah, e que sandália era aquela? *.* No fim, apenas esperava mais de Gisele... 


Anne Hathaway: Escândalo! Linda, loira e alta! Ousada, Anne arrasou de ~perua punk~! Tombou na transparência e sambou em todas! Diferente e surpreendente. Estava Diva!


Emma Watson: Maravilhosa! Emma é puro amor e com esse porte esguio fica ~gatã~ fácil. O vestido cheio de recortes estava muso e não passou nem perto do vulgar, aliás, ela segurou muito bem e com uma naturalidade de dar inveja. Ah, adorei que ela ultrapassou sua zona de conforto! weee Versatilidade e poder!


Blake Lively: Apenas soberana! Blake pode não estar em todas, mas, cada vez que aparece nos derretemos. O vestido era bonito, e essa cauda com um efeito de ~penas~ me surpreendeu! Não é o melhor, não é punk, mas, é Blake-Serena! *.*


Beijim,

kmi

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Gwyneth Paltrow, Mary-Kate Olsen, Sarah Jessica Parker & Jennifer Lawrence)

*Imagens: Reprodução

Gwyneth Paltrow: Faltou um pouco de sal aí, não? Aquele diferencial que faz um modelo qualquer coisa virar O modelo, sabe? Não sei dizer o que desgosto... o corte... a cor brilhante. Sorry, não ornou! 



Mary-Kate Olsen: E assim fechamos a cota vintage do MET 2013. Para começar: O que é essa magreza? Cadavérica! E essa cara de "preferia ir ver o filme do Pelé"? O vestido não era feio, e, se o look todo estivesse mais glamouroso, mais sofisticado (inclusive o cabelo), ia estar mara. Mas, com esse casaco de ~cafetina~ da minissérie da Globo... tá puxado!


Sarah Jessica Parker: Choro de emoção quando Sarah fica em casa e deixa a fashionista-mor dos nossos corações ir ao baile: Carrie! Depois dessa personagem, Sarah ganhou licença poética para usar qualquer coisa. Ela nunca parece estar fantasiada e, sim, adaptada. Mérito da eterna Carrie! E esse sorrisão? Esses olhos mega brilhantes? E mais: amei o adereço de cabeça e, sim, só Sarinhah segura um look desses. Com certeza, se fosse outra ~celeb~ usando, estaríamos gongando. Viva a diva Carrie e toda a sua licença poética! Estava digna! Estilo, ousadia, expressão, novidade, humor. Bravo! Sambou geral!


Jennifer Lawrence: A primeira coisa que pensei ao ver Jennifer foi: "esse comprimento é para evitar acidentes?" Fofura master esse véu, ainda mais com essa make perfeita! Punk classy! Estava Viúva Negra milionária, estava Drama Queen! Dita Von Teese feelings!


Beijim, 


Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Sienna Miller, Kim Kardashian, Ginnifer Goodwin & Ashley Olsen)

*Imagens: Reprodução

Sienna Miller: Yeah! Poder e adequação ao tema! Sienna surpreendeu usando a óbvia jaqueta de tachas. O contraponto perfeito foi o vestido branco. Isso que é um P&B digno! Apenas desejando muito a tiara e a jaqueta. *.* Sienna, uma das mais punks da noite, arrasou! Perfeita! Amei! Quero ser igual a você quando crescer, musa-mor!


Kim Kardashian: Ai, gente! Tô com dó de escrever sobre a Kim. Ainda mais que ela estava toda feliz no baile, tietando como se não houvesse amanhã, #invejã, e bombando no insta!
Estava bom? Não, não estava. O vestido não estava apropriado para as novas formas dela, (coitado do bebê!) e, ainda, tinham luvas e sandálias na mesma estampa. Too much. Se, o vestido fosse usado em outra ocasião, pré ou pós baby, o resultado seria bem diferente. Não fazer piada com sofá de vó/papel de parede/cortina de cozinha/capa de botijão é difícil. =X Mas, vamos falar de coisa boa, vamos falar de maquiagem! Curti muito esse batom! Ao menos, nesse quesito, ela parece continuar a mesma! As Kardashians inspiram tanta gente... Kim está vacilando durante a gravidez, uma pena. 


Ginnifer Goodwin: Não morri de amores, mas, também, não fiquei desapontada. Se o vestido não tivesse as manguinhas teria gostado mais. As faixas de couro contrastaram e fizeram uma sutil referência ao punk, além do penteado e maquiagem. Cabelo moicano e, na make, uma composição que gerou um visual a la Cleópatra, corajoso e difícil de segurar. Estranho à primeira vista, esquisito de longe, mas de perto se vê todo um degradê perfeito. Curti o lado B da Snow! =P


Ashley Olsen: Para pensar: A pessoa se olha com isso no espelho e se acha ~gatã~? ~Naonde~? Ao menos, se estivesse sem essa capa(?). Enfim, uma coisa vintage, meio mística... zero esforço para ser punk, hein, fashionista? A Cassandra (do Sai de Baixo) pede para devolver o look. Grata!


Beijim, 

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Julianne Hough, Jamie King, Amber Heard & Jessica Alba)

*Imagens: Reprodução

Julianne Hough: Julianne é top fofurita! Para o MET, escolheu um modelo assimétrico, cinza e preto, com muito tule. O desenho que o tule fazia remetia a algo como teias de aranha empoeiradas... (licença poética?!?). Ah,  o vestido era fast fashion!! Cabelo preso + topete. Simples e estilosa!


Jamie King: Mais uma made fast fashion! *.* \o/ Adorei que Jamie fugiu do óbvio e sambou geral! Terninho & renda! (Eu encurtaria o blazer! =P) Amei a tiara! ~Tarra~ punk, ~tarra~ sexy, ~tarra~ Estátua da Liberdade! Poderosa!


Amber Heard: Amber é linda? Sim! E morena ficou sensacional? Sim! Estava deusa de vermelho? Sim! Eu adoro vestidos vermelhos? Sim! E este era essa ~coca-cola toda~? Não achei não. É inegável que Amber é um ~desbunde~ com ou sem vestido de renda vermelho, mas, nem de longe foi meu look preferido. Alarde demais, punk de menos! =P


Jessica Alba: Jessica estava princesinha com o seu coque gracioso. O punk teve menção honrosa no couro e nos recortes do vestido! Sim, o vestido é de couro vazado, imitando renda! *.* Toda bonequinha!


Beijim,

kmi

terça-feira, 14 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Nina Dobrev, Taylor Swift, Nicole Richie & Miley Cyrus)

*Imagens: Reprodução

Nina Dobrev: Polêmica e ousada! Corpete bonito, detalhes em couro, mix saia + calça, giga peplum, transparência... uma mistura estranha num primeiro momento, mas, que, no fim, ornou! Olhos bem marcados, postura digna... Se fosse dar um ~pitaco~ diria que o cabelo podia estar mais elaborado e tal, porém... Diferente, estilosa e com muito glamour! Digna de estar no MET, dentro do tema e interessantíssima!


Taylor Swift: Fato que eu não sou fã da princesinha, mas, reconheço, e muito, que ela se esforça! Foi dramática e ousada, o máximo do punk para os padrões Taylor Swift. O vestido era de tirar o fôlego: preto e dourado, pedrarias, transparência e recortes. Olhos bem marcados. E o cabelo? Adorei! Escondeu aquela franjinha (olha quem fala!) e apareceu com cabelo bagunçado/natural/escova-feita-em-casa-aos-12-anos, aquela coisa meio lisa, meio armada, uma graça! Está de parabéns, colega!


Nicole Richie: Tempestade, é você? Cruela? Rainha do Gelo? Não importa! O importante é que nenhuma dessas referências é punk! =X Ou seria esse um look ~negativo~? Nicole está sempre impecável e, com certeza, sabia que ia causar no momento que pisasse no Red Carpet! Para dizer que não morri de amores pelo conjunto... O batom vinho foi amor à primeira vista! *.*


Miley Cyrus: Como não amar uma pessoa que se fantasia de rede de pescaria só para prestar homenagem ao Sereias Afogadas? *.* Ok, brincadeiras à parte, apesar dela estar literalmente dentro do tema, nem sempre isso quer dizer estar bem vestida. Não se salvou nada desse look, o vestido ~volta pro mar, oferenda~ e o cabelo Supla inspired encontra porco espinho estão tenebrosos! Bom, para não ser má total, salvo a make. Clássica foto em que no dia nos achamos a última bolacha do pacote e daqui uns anos choramos no cantinho do arrependimento. Uoh! Next!


O que vocês estão achando?

Beijim, 

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Katie Holmes, Kirsten Dunst, Uma Thurman & Dakota Fanning)

*Imagens: Reprodução

Round 2!

Katie Holmes: Texto altamente tendencioso por motivos de: Adoro Katie. Bonequinha. Amorzinho desde os bons e velhos tempos de Dawson's! Achei Katie básica, simples e maravilhosa! Tentou o punk com topetão. (E parece que o topete foi a referência punk de muita gente...) Mesmo pagando peitinho lateral, estava deusa grega, etérea, ~gatã~! PS: Manda a receita do formol, colega! Sério!


Kirsten Dunst: Fuén, fuén, fuén... Não foi dessa vez! Kristen ignorou a sugestão punk, tudo bem, sem estresse. Mas, achei a combinação do vestido meio bizarra, apesar do decotão sexy e do shape interessante. Essa coisa meio pavão, meio peluda, meio grama degradê, esse decote gravata, sei lá... não rolou aquele sentimento. Peguei pesado? O que vocês acharam?


Uma Thurman: Elegantérrima! Uma também deixou para lá o desafio punk-do-dia. Apesar dos mil detalhes e laços, o modelo do vestido valorizou a silhueta da atriz. Hera Venenosa chora no cantinho de inveja da ~ryquezah~ desse tom de verde! *.*


Dakota Fanning: Para começar, #chatiada que Dakotinha já está em idade de fazer exposição da figura em Red Carpet, viu? Eu, que acompanhei a carreira dela desde os tempos de atriz mirim, porque sempre a achei fantástica, ao me deparar com essa foto tive a mesma sensação de quando um primo, que peguei no colo nos tempos de bebê, diz que já tem vinte e tantos anos... #chatiada! Certo que ela não está fazendo o estilo mulher fatal nem nada, mas magoa, viu?
Dakota foi com um pretinho de laterais transparentes e asas. Fofo. Porém, me deu um arzinho de menina que se joga no armário da mãe, sabe? Deve ser puro ~recalque~ meu! =P


Encerramos esse post #chatiada. Vocês também ficaram chocadas que Dakota F. apenas não parou tempo e continuou evoluindo?

Beijim,

domingo, 12 de maio de 2013

Baile do MET 2013 - "Punk: From Chaos to Couture”!! (Rooney Mara, Jennifer Morrison, Anja Rubik & Emmy Rossum)

*Imagens: Reprodução

Para começar, desculpem pelo sumiço, mas, sabem como é a fase de adaptação pós mudança = caos total!

Atrasado sim e com certeza, mas, como amamos um bom Red Carpet, não podíamos deixar de dar pitaco nos looks alheios, ainda mais quando o tema da festa é ~Punk~!! *.* #amoreterno

Ansiosa para ver como as ~celebs~ se saíram com o tema!

Rooney Mara: Rooney é dona de um estilo pessoal bem característico e o usou de forma adequada. A mistura do branco com a maquiagem pesada trouxe a referência punk de maneira eficaz. O batom escuro acentuou a ousadia do look. Confesso que achei o cabelo meio ~jogadora de vôlei~, mas, neam? ~Tarra~ linda, ~tarra~ rendada, ~tarra~ Deusa do Punk! \m/


Detalhe do Penteado ~acabei de sair da quadra~ =P

Jennifer Morrison: Apenas amei-amei-amei a trança moicano de Jennifer! O vestido era um modelo discreto e pesado. Sem grandes emoções, não apaixonei pela mistura renda, preto & nude, but, ok. Achei aceitável e dentro do tema. Assim como Rooney, a ousadia que fez referência ao punk, não estava no vestido, mas, nos detalhes: cabelos e anéis. Não canso de repetir que fiquei encantada com moicano! Emma-última-das-moicanas-Swan ahazô no penteado!


Anja Rubik: Clap, clap, clap! Look poderoso + carão + cabelo anos 80/90! Um vestido de personalidade forte. Red combo arrasador: vestido, sapato e bocão. Com certeza, segurar esse look não é para qualquer uma! ~Tarra~ mulherão, ~tarra~ sexy, ~tarra~ vocalista de banda punk! <3


Emmy Rossum: Chato estar maravilhosa, não? Vestido com pedrarias, make e cabelo perfeitos. Mais uma vez, o cabelo e maquiagem roubaram a cena totalmente! Que olho é esse, produção? Um vestido de princesa com maquiagem e cabelo de atitude. O clima punk espetaculoso!


Não sei vocês, mas, como estava morrendo de saudades de um Tapete Vermelho... Vamos ter aquela enxurrada mara de posts!!

Beijim,