terça-feira, 31 de julho de 2012

BBB Compacto!

Já começo pelo final: bom, bonito e barato! (Todas gostam!)

#1 (acima) e #4

Como apareceu na minha vida? 
Num momento de desespero! Aquele dia em que aparece um compromisso imperdível/importante/inadiável quando você já saiu de casa e precisa estar no mínimo apresentável para a situação. Checo no espelho do trabalho e... Olhos: check √, Boca: batom na bolsa, certo, Rosto: pálida! Preciso de cor urgente! Corri para a farmácia, e, na dúvida, trouxe os dois comigo!

Descrição Oficial:

"Blush Compacto
Sua textura aveludada resulta em um aspecto natural e luminoso à pele." 

Inhaí?

O #4 é blush rosado (ou pink, como ando lendo por aí). Não resisto a make rosa! Ô tragédia! Sempre acabo com um item  rosa na cestinha!
É um rosa comum e acredito que é ~usável~ em todos os tipos de pele. Como sou uma fugitiva do sol, tenho que tomar cuidado ao aplicar para não sair de casa like "Minnie vai à festa", com as bochechas too much pink, sabem como é? (o ~like~ original era Barbie vai  à festa, mas, pensando bem, apesar de todos os looks too much pink que a Barbie vive exibindo, a make dela está sempre dyvah! So...) Entretanto, mesmo que carregue na mão, e leve um susto quando chega no espelho do elevador, é só esfumar rapinho e tudo ok!
Porém, caí de amores mesmo pelo #1: um terracota, pêssego queimado (!?) Nunca tinha comprado nada no tom até então, e, enrolei um pouquinho para estrear, mas, quando usei... *.* Confesso que me sinto a cara da ryqueza! Sem mais.
Adorei a pigmentação dos dois. É fácil demais de esfumar! E a duração é super digna, do tipo: quando chego em casa, ele ainda está lá. Claro, que desbotou, ~10 horas depois~, mas, está lá! Ví-si-vel!
Esfarela um pouquinho, verdade, porém, nada que apavore!
Custo X Benefício: Paguei 7,40 moedas em cada. Dá para acreditar? Sim, 7,40 MOEDAS em uma linha de farmácia que está sambando em muita marca nacional em termos de qualidade e custo! E, por ser barato é um produto que você pode carregar sossegada em necessaires (bolsa, viagem), casa do namorado, enfim, porque se sumir, cair, quebrar, nem vai precisar daquele dramalhão mexicano bááásico que a gente eu faço faz quando acontece algo a nossas makes! =)

Que tipo de blush vocês preferem? E cor? Já usaram esses? Gostaram?


Beijim,

kmi

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Vou Pintar um Arco-Íris de Energia...


Ontem foi dia 25 de Julho:
- Dia de São Cristóvão (sorte minha ~ter caído~ a tradição de usar o nome do "santo do dia" e adaptações para o new baby);
- Dia do Colono (Irra! Tomar um vinho para comemorar!)
- Dia do Motorista (né?)
- Dia do Escritor (Dream a little dream of me *.*)

e, entre outras coisinhas básicas que aconteceram e se comemoraram neste dia, esse também foi o Dia Internacional/Mundial e why not? Intergalático desta que vos fala. =P

Agradeço a todos que lembraram de mim (weeeee!), mas, essa não é a intenção do post.
A real intenção é mostrar uma foto que minha prima Lu desenterrou! Literalmente de 1990, quando eu tinha 7 aninhos! Olha que fuefas!


Os looks se justificam devido a "Festa da Família" que rolava/rola (oi?) no colégio. Nessa festa, os alunos apresentavam dancinhas - para os pais, avós, tios, vizinhos... enfim - com coreos terríveis ensaiadas ~exaustivamente~ nas aulas de Educação Física. Vai, gente, era divertido!
Acho que a turma da minha prima apresentou alguma música da Angélica. Se eu não me engano tinha uma boneca com o vestido assim...
Agora, eu, né, gente... Abapha! Ahazani no pemanente natural, super fashion nos recém acabados anos 80! Nessa época, achava a musa Rosana o máximo e fazia de "Como uma Deusa" meu número para apresentar no churras de domingo! 
E, esse luxo de roupa da Paquita? kkkkkk Tarra lyndra! Não tenho ideia do que eu dancei, mas, lembro que tinha uma Xuxa que infelizmente não era verde e as outras meninas, as loiras, eram paquitas de roupas brancas e turquesa! Puro glamour!
Amei o ~desenterro~ desta foto!

Encerro com uma das pérolas de ontem:

"Um viva aos inteligentes, bonitos e chuchu!" 

Beijim, 


domingo, 22 de julho de 2012

#vaigordinha Edição Alemã!

Não, gente! Oktober só em outubro, neam! dããã rs
Esse é mais um post de comilança, no maior estilo #vaigordinha carnívora. Verdade que também já fui em alguns restaurantes vegetarianos e ~taquei o terror~! Mas, esse é um daqueles posts que vegetariano chora no cantinho! (Se bem que, vegetariano tá nem aí para carne, so...)

Anyway, (foco!) resolvemos fazer a fanfarrice gastronômica da semana em um restaurante alemão. 
Fomos ao Windhuk!!
A casa é no estilo alpino (saudade da vila germânica!) e o ambiente aconchegante. 
Os aperitivos são servidos em pão integral (provavelmente a única coisa ~light~ do restaurante) com diversos patês combinados com picles, carpaccio, copa, tomate... Todos são deliciosos, porém, recomendo correr para o pãozinho que tiver creme de alho e cebola.
Só para mostrar o copo mágico!
De entrada, rolou um mix de salsichas (na dúvida, fritas E cozidas). Gostosim. Na minha opinião, até dispensável. Entretanto, geral cai de amores!
Nada a reclamar do atendimento, muito pelo contrário. Chope perfeito e copos mágicos! *.* (Copo mágico: você está todo feliz conversando e nem nota que seu chope está acabando, porém, quando percebe... voilà! Nem dá tempo para ficar triste! Uma tulipa já está a sua espera, bem ao seu ladinho! O que significa que: caso você queira, realmente, parar de beber, entregue sua bolacha ao garçom! mwahahahaha)

E, finalmente, o motivo da nossa ida ao restaurante chega:
"Joelho, I love you!" Strabelli, Lígia
Eisbein!!! (Joelho de porco FRITOOOOOO - Porque gordice pouca é bobagem - há a opção cozido também, mas, neam?)
Eisbein + Batatas + Chucrute! Nham nham! A gordinha aqui admite que sente vontade só de lembrar... Ô, tristeza!
E a pergunta que demonstra minha total ignorância em relação a anatomia suína: Como pode o joelho ter tanta carne?
Valores? Olha, se for não for com uma turma de ogrinhos que já arranca com uns trinta chopes é tranquilo. Em média 50 a 70 dinheiros por pessoa. Agora, se for com aquela turma de ogrinhos (assim como em qualquer lugar), rolam lágrimas de dilmas quando chega a conta. hehehe



E, vocês? São vegetarianos ou curtem uma carninha? E culinária alemã? Um joelhinho no capricho rola?


Beijim, 




Local da gordice: Windhuk - Cozinha Alemã (Alameda Arapanés, 1400 - Moema - São Paulo/SP)

terça-feira, 17 de julho de 2012

Yes, we have a pro!


Todo mundo tem uma amiga que manja de maquiagem.
Aquelas que enquanto você está se matando para abrir e usar a base sem fazer lambança, já se arrumou, se maquiou (a perfeição, diga-se de passagem), te deu umas dicas do que fazer e, nesse exato momento, está pegando um pincel para te dar uma ~forcinha~ com make!
Infelizmente, e por motivos óbvios, eu não sou essa pessoa abençoada com o dom (?) de se montar em zero minuto.
Porém, em compensação, tenho uma amiga dessas! Thanks, God!
A minha amiga chama-se Lígia. Lígia Strabelli. 
Por que estou falando dela?
Simples! A Lígia resolveu investir nessa habilidade que sempre teve com os pincéis e se profissionalizou! (E, de quebra, sambou na minha cara! Porque, se ela já fazia muito bem antes, agora, está "apenas" ahazando!
É tão bom quando podemos nos dedicar ao que gostamos, não é mesmo?
E, então, meninas (meninos também, why not?) precisando daquele toque?
Anotem aí:


Lígia Strabelli
Consultora de Maquigem


Ela nos ensina a cuidar e a selecionar produtos que são mais adequados para cada tipo de pele, dá um help para que possamos escolher a maquiagem que combina para "aquela" roupa e/ou ocasião, está sempre a par das novidades do mercado de cosméticos, enfim, ela nos ajuda a conquistar o ~visto~ para o mundo mágico das makes!!
De quebra, ainda, faz mini cursos de auto-maquiagem! Porque sim, maquiagem é prática, mas, se você já começa aprendendo a fazer do jeito do certo, fica bem mais fácil!
Ah, e super rola uma consultoria com produtos da Mary Kay! *.* (Que até agora não me decepcionou!)

Ficou curioso(a) para conhecê-la?
Você pode entrar em contanto com a Lígia pelo (11) 8462-8780 ou mandar um email para sereiasafogadas@gmail.com.

Porque, como Marina Smith, do 2Beauty, (que eu adoro!): 

"A vida não é cor de rosa e todo mundo tem problemas ou coisas mais sérias para se preocupar, mas ela fica mais fácil quando a gente passa blush."

Bóra aprender a fazer direito, meninas!!! (e meninos!)

Beijim,


kmi

*Imagem: Reprodução

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Oh, Janis!


Estava pensando no quê eu poderia escrever sobre o Dia Mundial do Rock, celebrado depois do Live Aid, que aconteceu em 13 de julho de 1985. Pensava no que poderia focar... na data, no Live Aid, em algum show, até que... 

"Oh, come on, come on, come on, come on!"

Bradou o ipod...
And... Why not? So, let's talk about her *.*

A voz inconfundível e explosiva, uma das mais distintas da história. É quase impossível ouvi-la e não reconhecê-la. 
Ela viveu cada sílaba que cantou, e afirmou-se sem medo em ritmos como blues, folk e rock com autoridade e entusiasmo.
Suas performances deixavam seu público sem palavras, seu magnetismo sexual, seu estilo e, claro, sua voz, sua característica mais marcante, quebraram o estereótipo que se tinha de como deveria ser um artista do sexo feminino, tornando-a um dos ícones do rock psicodélico e dos anos 60.
Janis Lyn Joplin nasceu em 19 de janeiro de 1943, em Port Arthur, Texas. Já na adolescência foi influenciada pelas vozes de grandes cantores do blues, como as de Big Mama Thornton, Leadbelly e Bessie Smith e começou a cantar no coral da igreja local. Fez uma rápida passagem pela faculdade, mas, foi atraída por lendas do blues e poesias, que sempre venceram os seus estudos. 
Mudou-se para San Francisco em 63, e, lá, encontrou o guitarrista Jorma Kaukonen. Desse encontro resultaram as clássicas "Trouble in Mind" e "Nobody Knows You When You're Down and Out" com as batidas de máquina de escrever da esposa de Jorma, Margareta.
Logo, voltou para o Texas, para fugir dos excessos (reza a lenda que sua bebida preferida era "Southern Comfort"). Mas, a Califórnia a chamou de volta! Em 66, San Francisco, adota o estilo alfaiataria selvagem: óculos de vovó, cabelos crespos, roupas extravagantes, o estilo hippie!  As suas influências musicais fizeram com que Janis se tornasse parte do grupo "Big Brother and The Holding Company".  A banda assina com um selo, e, em 1967, grava seu primeiro álbum.
Em 1968, lança "Cheap Thrills", um dos melhores!, que alcança o primeiro lugar na Billboard durante oito semanas não consecutivas, com "Piece of My Heart" ("Oh, come on, come on, come on, come on!"). Resultado: Janis vira a sensação do momento, com direto a elogios da Time E Vogue!
E, então, acontece: a inevitável saída do Big Brother para o estrelato solo. Reuniu um grupo próprio, a "Kozmic Blues Band", e, em 69, temos "I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama!", loucura pura!!! E, no mesmo ano: Woodstock!
A sua última canção gravada foi "Mercedes Benz", juntamente com "Happy Trails", um presente para John Lennon, que fazia aniversário em 9 de outubro. Em uma entrevista, Lennon contou que a fita chegou a sua casa após a sua morte.

Ela morreu em 4 de outubro de 1970, vítima de uma overdose de heroína e apenas 16 dias após a perda de Jimi Hendrix, com 27 anos. Entrando, assim como Hendrix, para o famoso ~Clube dos 27~. O corpo de Janis Joplin foi cremado  e suas cinzas espalhadas pelo Oceano Pacífico.
Pearl foi lançado postumamente no ano seguinte. 

O LP tornou-se o lançamento mais vendido da carreira de Janis Joplin e, em 2003, foi classificada como #122 na revista Rolling Stone dos "500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos".
Nos anos que se seguiram, as gravações de Janis Joplin e performances filmadas consolidaram o seu status como ícone e a sua curta, mas, bombástica carreira. Ela é uma referência no rock.

E vocês? Que gênero musical curtem? Gostam de Janis?


Beijim, 

kmi

*Imagens: Reprodução

terça-feira, 10 de julho de 2012

É a semana do Rock, bebê!

Quem nunca se rendeu a uma boa e velha camiseta? Ainda mais se a estampa for irresistivelmente divertida!
Já em clima de Dia do Rock (13 de julho! Sim, teremos uma sexta-feira 13 do Rock!! \m/), aproveitei o feriado de ontem para desfilar minha ~band t-shirt~ dos Stones!
O legal das estampas é escolher uma que combine com você: banda, frases, personagens..., afinal, demonstramos um pouco da nossa personalidade através do que vestimos!
Então, bóra descontrair o look com algo criativo, divertido e que você curta!

Camiseta - Nonsense / Casaco - Conexão Brasil / Jeans - Hering / Bota - Arezzo

Ajeitando a botinha!

No detalhe: A "gola" da botinha e o esmalte creuso que eu tô adorando!
Como estava ~friozim~, joguei um casacão por cima e let's go pra rua! Adoro esses casacos (maxi cardigã? malzaê, mas chamava casaco quando eu comprei!), são confortáveis e gostosos de usar. Aliás, o conjunto todo é clássico e confortável: jeans, bota, camiseta e casaco!
Essa é minha primeira *.* bota de cano curto. Estou in love total! E, essa ~golinha~ deve ficar ótima com saias, vestidos e shortinhos!
Ah, o esmalte! É o "Na Mira - 3D" da Impala. Diz que é holográfico (como não manjo muito desses efeitos, vou acreditar, ok?), o glitter é fininho, mas, mesmo com top coat, consigo sentir a unha um pouquinho áspera. Porém, nada que incomode! Ele tem base grafite (chumbo?) cinza!, e estou usando sem esmalte por baixo, sem problema algum. Quando fico brincado com as mãos no Sol para ver os reflexos, tenho a impressão de ter usado ~momento túnel do tempo~ aqueeeelas figurinhas pratas que refletem várias cores, do tempo do colégio e pulseirinhas mágicas, rsrs, lembram? (Anyway, isso ainda existe, ÓBVIO!) =P


Beijim,

kmi



quinta-feira, 5 de julho de 2012

Tentando aquele olhar... Miau!

E, para isso, material necessário: delineador + pincel. Tenho delineador líquido, mas, como amo/sou a descoordenação em pessoa, e nunca consegui usar sem fazer lambança e acertar o olho, corri para o delineador em pasta.

Delineador em Pasta - Contém 1g

Como apareceu na minha vida?
Quando comprei o corretivo amarelo, a vendedora me mostrou um folheto com uma sugestão de make. E, nela, era usado o tal delineador. Ela, então, me mostrou o produto, e, me convenci facilmente que ele deveria ser tudo de bom. Resultado: trouxe, para casa, não somente ele, como também, o seu irmãozinho pincel. (que, btw, são vendidos SEPARADAMENTE, ok?)

Descrição Oficial:

"Alta pigmentação. Alta cobertura.
O Delineador em Pasta Cor Intensa Contém 1g possui em sua formulação uma alta concentração de pigmentos que proporciona uma cor homogênea com ótima cobertura."

Inhaí?


O Pincel:
Se você já tem um queridinho chanfrado que usa para delinear, para quê outro? Desembolsei 17 dinheiros extras!! Comprei porque não tinha, mas, ele não é essa coca cola toda que muita gente fala por aí. Dá para delinear sem maiores problemas? Sim, porém, achei que as cerdas são um pouco molengas. Logo, é um pouco penoso tentar algo mais ~elaborado~ porque ele não me dá a firmeza/segurança necessária. Também, nada que um pouco de insistência e paciência não resolvam.
Anyway, já estou procurando um mais firme, se tiverem dicas... plissss!


O Delineador: 
Verdade seja dita, delineador em pasta é uma mão na roda para quem, como eu, tem dificuldade/falta de prática com o líquido. A textura mais espessa facilita muuuuuito a vida!
Quando abri o potinho e usei pela primeira vez, foi só alegria. Achei que cada centavo dos 42 reais, que eu paguei por ele, tinham sido bem pagos. Ele era bem pigmentado mesmo, cobertura boa, uma delícia de textura, super fácil de espalhar... *.* Uma camadinha e voilà! Secou rápido, opaco e preto, beeeem preto!
Aí, depois de algumas horas, ele desbotou um pouco, e o pretão intenso deu lugar a um preto mazomeno, nada apavorante, claro que, você ainda vai ter que usar demaquilante no fim do dia, mas, perto do que era... mimimimi...
Ah, e, não é sempre que acontece, mas, também, notei que em algumas vezes, rolou o efeito "carimbo", não que tenha transferido horrores, mas, né? Transferiu e cedo!

Então, ontem, fui toda feliz, pouco mais de um mês depois da compra, usar o delineador, e... adivinha?
Ele secou!! Ainda dá de usar, com um pouquinho de esforço, limpando o pincel cada vez que se pega o produto (porque vem vários pedacinhos da ~pasta~) e passando uma, duas, três... vezes! preto por insistência! Pois é, o encanto do delineador em pasta que era super pigmentado e facinho de passar se quebrou, ou melhor, endureceu. Fato que acentua ainda mais a "moleza" do pincel. Agora, aparentemente, só dá para usar com delineado simples e fininho ou um ~gatinho tímido~... Triste? Pois é, também acho!

Ah, ó meu gatinho tímido:



Enfim, o delineador em pasta continua sendo uma ótima opção para quem ainda não tem ~intimidade~ com o traçado! Mas, só recomendo o da Contém 1g, quando eles conseguirem fazer a textura inicial do produto durar all time. 
Uma opção mais em conta e que funciona muito bem (dica de uma maquiadora de verdade!) é: um bom pincel chanfrado + tinta facial artística (aquelas para fazer pintura em rostos, geralmente em festinha de criança, sabe?)!!! *.* Dá para acreditar?

Que tipo de delineador vocês preferem? Qual marca de pincel curtem? Já usaram maquiagens alternativas/adaptadas?


Beijim,


kmi